Compartilhe o
nosso conteúdo
Dê a sua opinião

Avaliação

Conheça os fatores que fazem de Maringá um polo do agro

14 de Abril de 2018 Redação GRM
O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) atingido por Maringá, em 2016, foi R$ 178.655.096,22, segundo estudo do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab).

A presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), Maria Iraclézia de Araújo, justifica a representatividade do agronegócio em Maringá a uma soma de fatores. Segundo ela, a classe produtiva local acostumou-se a trabalhar unida em torno dos princípios cooperativistas, recebendo bem a assistência técnica e as novas tecnologias.

“Os produtores daqui perderem o medo de investir para ter resultados e isso faz toda a diferença. Nossa região tem a melhor produtividade de soja e a maior produção avícola do Estado, e contamos também com uma diversidade agrícola grande nas pequenas propriedades, onde os produtores estão sempre prontos a apostarem em novas alternativas”, diz ela, que ainda destaca a importância do polo educacional e industrial local para o agronegócio.

“As universidades oferecem suporte importante no desenvolvimento de pesquisas e, por fim, temos as indústrias, transformando, comercializando e exportando grande parte do que produzimos aqui. Isso fortalece nossa economia como um todo e faz com que tenhamos um excelente nível de desenvolvimento”, completa.

Sobre o VBP
Trata-se de um índice anual, calculado com base na produção agrícola municipal e nos preços recebidos pelos produtores paranaenses. Engloba produtos da agricultura, da pecuária, da silvicultura, do extrativismo vegetal, da olericultura, da fruticultura, de plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, da pesca, entre outros.

Foto: Divulgação / AEN
seta-top